Factorama: http://factorama2.blogspot.com Publicação de divulgação científica em meio eletrônico.
Factorama

Atualizado diariamente - www.factorama.com.br - ISSN: 1808-818X

Condições de percepção do risco ambiental

segunda-feira, fevereiro 04, 2008 1:30:00 PM

Sintetizando a pesquisa sobre os determinantes da percepção do risco de Fischoff, Slovic, Covello, Vlek, Stallen e Renn, desde os anos 1980s, as condições de percepção são resumidos por Pierre Yves-Guay (2006) em:
- O indivíduo não é familiarizado com a atividade de risco.
- O indivíduo não pratica a atividade de risco.
- A atividade de risco é dificilmente controlável e a gestão do risco é complexa.
- Os promotores ou responsáveis pela atividade são pouco confiáveis e um erro poderá causar um acidente.
- As instituições de gestão do risco já apresentaram uma performance ruim e são pouco confiáveis.
- As consequências de um acidente são elevadas, mesmo se a probabilidade de que ele ocorra sejam mínimas.
- Um acidente imperceptível poderá ter consequências de gravidade elevada.
- As consequências de um acidente ocorreriam rapidamente.
- O risco de mortalidade é mais elevado que o risco de ferimentos.
- As consequências do acidente são contínuas, persistentes e irreversíveis.
- O impacto será exercido sobre as gerações futuras.
- É fácil imaginar as consequências catastróficas do acidente.
- As consequências de um acidente ligadas à este tipo de atividade já ocorreram anteriormente.
- As vítimas de um acidente são identificadas e conhecidas.
- Os benefícios gerados pela atividade são desprezíveis em relação ao risco que ela gera.
- Os riscos e benefícios não são distribuídos igualmente no tempo e no espaço.
O risco será percebido com maior ou menor intensidade, dependendo da ocorrência de uma ou mais condições. Neste sentido, a identificação e quantificação dos problemas ambientais, dos atores do acidente, das consequências, da persistência no tempo e no espaço, das vítimas, etc. constituem elementos pedagógicos para a percepção do risco e para a reação contra a negligência dos gestores do risco decorrente da gestão da cidade.


Fonte: Pierre Yves-Guay (2006) Les études d'impact sur l'environnement. In Michel a Boisvert. L'Urbain, un enjeu environnemental. Presses Université du Quebec, Montréal. p. 115

Marcadores: , ,


Copyright © 2003 - 2010 Factorama. Os artigos contidos nesta revista eletrônica são de responsabilidade de seus autores. A reprodução do conteúdo, total ou parcial é permitida, desde que citado o Autor e a fonte, Factorama http://factorama2.blogspot.com. Publicação de divulgação científica em meio eletrônico. Destinada ao debate político, econômico, ambiental e territorial, com atualização diária. Ano 6, Primeira edição em julho de 2003. BLOG é abreviação de weblog. Vem de web, que significa internet, e log, de conectar-se à rede. Qualquer publicação freqüente de informações pode ser considerado um blog.

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Página Principal - Arquivo Morto do período de 12/2003 até 03/2006
 

A motosserra está de volta!!!

Motosserra

Copyright © 2011 JUGV


Arquivos FACTORAMA



Site Feed Site Feed

Add to Google