Factorama: http://factorama2.blogspot.com Publicação de divulgação científica em meio eletrônico.
Factorama

Atualizado diariamente - www.factorama.com.br - ISSN: 1808-818X

O fracasso da Conferência de Bali

segunda-feira, dezembro 17, 2007 4:35:00 PM

Depois de mais de uma semana de discussões, a aprovação do segundo Protocolo de Quioto (Kyoto II) esbarrou na resistência dos Estados Unidos, da Nova Zelândia, do Japão e do Canadá.
Se o argumento de Bush contra a participação americana das medidas previstas pelo protocolo era a isenção de obrigações sobre os países pobres como a Índia, a China e o Brasil, este argumento não existe mais. Os governos destes países, onde cada habitante não chega à emitir 10% do que emite um americano por ano, aceitaram colaborar com estratégias visando a diminuiçao das emissões. Mesmo assim, Bush se recusou a mudar o american way of life. É decepcionante mas a oposição ao protocolo está concentrada em alguns países ricos, que recusam a se solidarizar com o resto do planeta e a reconhecer que, continuando com esta política, estão roubando dos outros países o direito ao desenvolvimento, especialmente dos países mais pobres.

A conferência não tem caráter deliberativo, ou seja, a maioria não pode impôr seu ponto de vista sobre à minoria por causa do princípio de soberania dos estados membros da ONU. Porém, a resistência em adotar medidas restritivas afim de baixar as emissões dos gases de efeito estufa já custou a reeleição do ex-presidente da Austrália e, esperamos, custará a do candidato do partido republicano nos EUA e a de Stephen Harper, do partido conservador no Canadá.

É na escolha do candidato local que podemos influenciar o destino do mundo. Por isso, não votar em candidatos que não tenham um plano contra a emissão dos gases de efeito estufa é uma parte importante do que podemos fazer localmente, pensando globalmente.

As ONGs, como o Greenpeace, a WWF, a Equiterre e o Sierra Clube, assim como organismos científicos como o IPCC, mesmo não tendo poder de voto nestas conferências, são convidadas à expor dados, argumentos e conclusões necessários à lucidez do debate. No fundo, a discussão parece ser a mesma inciada por Platão há mais de 20 séculos sobre "o que é o bem?" Uma ética da cooperação pelo bem mundial é possível num mundo néo-libéral que promove a competição entre Estados, entre empresas, entre cidadãos? Qual é o mundo que queremos para nós mesmos e para os nossos descendentes?

Marcadores: , , ,


Copyright © 2003 - 2010 Factorama. Os artigos contidos nesta revista eletrônica são de responsabilidade de seus autores. A reprodução do conteúdo, total ou parcial é permitida, desde que citado o Autor e a fonte, Factorama http://factorama2.blogspot.com. Publicação de divulgação científica em meio eletrônico. Destinada ao debate político, econômico, ambiental e territorial, com atualização diária. Ano 6, Primeira edição em julho de 2003. BLOG é abreviação de weblog. Vem de web, que significa internet, e log, de conectar-se à rede. Qualquer publicação freqüente de informações pode ser considerado um blog.

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Página Principal - Arquivo Morto do período de 12/2003 até 03/2006
 

A motosserra está de volta!!!

Motosserra

Copyright © 2011 JUGV


Arquivos FACTORAMA



Site Feed Site Feed

Add to Google