Factorama: http://factorama2.blogspot.com Publicação de divulgação científica em meio eletrônico.
Factorama

Atualizado diariamente - www.factorama.com.br - ISSN: 1808-818X

Ética na Sociedade da Informação

segunda-feira, junho 04, 2007 3:40:00 PM

Vivemos em uma sociedade marcada pela alta velocidade e pela grande quantidade de informações, possibilitadas devido aos computadores e a existência de uma rede mundial, a Internet. Dessa forma, as pessoas podem acessar e disseminar uma infinidade de informações pela rede.
Com o crescimento de utilização e o aumento de pessoas interligadas em rede, começaram a surgir problemas de ordem ética configurados como crimes digitais, os quais envolvem; a invasão de privacidade; a espionagem empresarial; a pedofilia; a discriminação; roubo de cartões de crédito e de contas bancárias, entre outros.
Esses crimes, entretanto, já existem no mundo real, apenas encontram na Internet um campo vasto de público com mais rapidez na disseminação de informações e mais rapidez na invasão em banco de dados não autorizados.
No campo da ética, podem ser trabalhadas três dimensões na área de informática: a pública, a profissional e a pessoal. A dimensão pública coloca em xeque as posturas de governos e empresas no relacionamento com a população no tocante as informações que podem ser acessadas; a transparência e a divulgação de informações armazenadas em seus bancos de dados. Muitas organizações têm criado normas para utilização dos computadores, inclusive com punição para os infratores. Também é abordada aqui a exclusão digital, como uma face da exclusão social, que deixa muitas pessoas sem acesso às tecnologias de comunicação e comunicação.
Na dimensão profissional tem-se a especificidade do profissional da informática cuja profissão não é regulamentada. A regulamentação da profissão e a criação de um código de ética profissional podem viabilizar uma forma de proteção à sociedade bem como a responsabilização do profissional caso seus atos violem a conduta ética, como ocorre com outras áreas de atuação.
Na dimensão pessoal, tem-se que milhares de pessoas passam seus dias ligados em rede, seja para aquisição de produtos e serviços; uso de sites de relacionamento; realização de suas atividades profissionais ou organização de informações para divulgação de idéias. No mundo virtual, não existe uma prática de posturas consideradas corretas ou incorretas. A primeira vista parece que na Internet, por exemplo, tudo é permitido, o que não é verdade. Os mesmos crimes praticados na Internet existem no mundo real, o que muda é a forma de disseminação do crime, haja vista a prisão de pessoas que invadem as redes.
A ética encontra, assim, na sociedade da informação, um campo vasto na busca do que é correto ou incorreto, do que promove o bem comum e do que pode contribuir para a melhora da vida em sociedade, tanto na sociedade real como na sociedade virtual.

Professora do Departamento de Informática da UEM
Co-autora do livro “Aspectos Sociais da Informática” (Coleções Fundamentum, Eduem: 2003).
Autora do livro “Arquitetura de Sistemas de Informação”, EDUEM: 2006).


Copyright © 2003 - 2010 Factorama. Os artigos contidos nesta revista eletrônica são de responsabilidade de seus autores. A reprodução do conteúdo, total ou parcial é permitida, desde que citado o Autor e a fonte, Factorama http://factorama2.blogspot.com. Publicação de divulgação científica em meio eletrônico. Destinada ao debate político, econômico, ambiental e territorial, com atualização diária. Ano 6, Primeira edição em julho de 2003. BLOG é abreviação de weblog. Vem de web, que significa internet, e log, de conectar-se à rede. Qualquer publicação freqüente de informações pode ser considerado um blog.

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Página Principal - Arquivo Morto do período de 12/2003 até 03/2006
 

A motosserra está de volta!!!

Motosserra

Copyright © 2011 JUGV


Arquivos FACTORAMA



Site Feed Site Feed

Add to Google