Factorama: http://factorama2.blogspot.com Publicação de divulgação científica em meio eletrônico.
Factorama

Atualizado diariamente - www.factorama.com.br - ISSN: 1808-818X

Mudança climática e cenários mundiais

segunda-feira, fevereiro 26, 2007 1:58:00 PM

As mudanças climáticas tendem a ser cada vez mais abrangentes do ponto de vista geográfico bem como mais intensas. E ainda, as observações diretas comprovam efetivamente um aumento no nível do mar, da temperatura dos oceanos e da superfície terrestre. Isto se associa as mudanças das temperaturas nas regiões árticas, na salinidade da água do mar, na distribuição das precipitações, na intensidade das tormentas tropicais e mudanças significativas nos valores extremos de temperatura do dia.
Nesse contexto de mudança climática os cenários mundiais, utilizados no relatório do chamado Grupo de Trabalho I do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas, estão fundamentadas nas projeções para o século XXI usando cenários de SRES (Special Report on Emission Scenarios, esses cenários possíveis são:
Cenário A1 se descreve um mundo futuro com crescimento econômico muito rápido, na qual a população global tem seus picos a meados do século XXI e declínio depois disso. Existe uma introdução rápida de tecnologias novas e mais eficientes. Um dos temas principais desse cenário é a convergência entre regiões, além de existir um incremento significativo das interações sociais e culturais. Com uma redução substancial das diferenças na renda per capita entre regiões. O cenário A1 considera ainda três situações fundamentadas em três paradigmas energéticos, sendo elas:
A1FI.- Modelo com uso intensivo de fontes fóssil;
A1T.- Modelo com uso de fonte não fóssil de energia;
A1B.- Modelo fundamentado no uso de todas as fontes,onde o equilíbrio é definido na não concentração em uma única fonte de energia.
Cenário A2 se descreve um mundo extremamente heterogêneo, onde um dos temas eixos é a confiança individual e preservação de identidades locais. Os padrões da fertilidade convergem muito lentamente entre as diferentes regiões do planeta, resultando ainda num crescimento contínuo da população. O desenvolvimento econômico é orientado regionalmente e o crescimento econômico per capita se produz lentamente acompanhado de mudanças tecnológicas fragmentadas espacialmente.
Cenário B1 se descreve um mundo com a mesma população encontrada no pico de meados do século XXI com declínio depois disso. Existe uma mudança rápida nas estruturas econômicas, avançando para uma economia de serviços e da informação, com reduções no uso de recursos e introdução de tecnologias mais eficientes limpas. A ênfase está em soluções globais e na sustentabilidade econômico, social e ambiental, incluindo uma maior equidade na distribuição das riquezas.
Cenário B2 se descreve um mundo em que a ênfase está nas soluções locais e na sustentabilidade econômico, social e ambiental. É um mundo com aumento continuo de população, porém com uma taxa menor da que prevista no cenário A2. Com níveis intermediários de desenvolvimento econômico, e com uma mudança tecnológica menos rápida e mais diversificada do que nos cenários B1 e A1. É destacável neste modelo a sua orientação em direção á proteção ambiental e a equidade social, almejada tanto níveis locais quanto regionais.

Fonte: INTERGOVERNMENTAL PANEL ON CLIMATE CHANGE. Climate Change 2007: The Physical Science Basis. Contribution of Working Group I to the Fourth Assessment Report of the Intergovernmental Panel on Climate Change. Paris, February 2007, p. 18. Nota: Os cenários de SRES não incluem as iniciativas e metas do protocolo de Kyoto.

2007 ©® FACTORAMA OBSERVATÓRIO AMBIENTAL ©® Tradução Jorge Villalobos


Copyright © 2003 - 2010 Factorama. Os artigos contidos nesta revista eletrônica são de responsabilidade de seus autores. A reprodução do conteúdo, total ou parcial é permitida, desde que citado o Autor e a fonte, Factorama http://factorama2.blogspot.com. Publicação de divulgação científica em meio eletrônico. Destinada ao debate político, econômico, ambiental e territorial, com atualização diária. Ano 6, Primeira edição em julho de 2003. BLOG é abreviação de weblog. Vem de web, que significa internet, e log, de conectar-se à rede. Qualquer publicação freqüente de informações pode ser considerado um blog.

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Página Principal - Arquivo Morto do período de 12/2003 até 03/2006
 

A motosserra está de volta!!!

Motosserra

Copyright © 2011 JUGV


Arquivos FACTORAMA



Site Feed Site Feed

Add to Google